Uma nova visão para a Educação Superior Jurídica

Artigo - Apanhado de artigos sobre Educação Superior Jurídica

Lista das universidades mais bonitas do mundo

domingo, 26 de agosto de 2012

O melhor aprendizado exige as melhores condições. Bons e qualificados professores, bibliotecas atualizadas, laboratórios equipados, funcionários dignificados em seus labores e, dentre outras muitas condições importantes e necessárias, estrutura física planejada e, por que não, bonita. O portal Terra.com.br publicou uma lista com as 15 universidades mais bonitas do mundo. Vale a pena conhecer esses lugares e tomar o exemplo para o nosso país. Adianto que adicionei mais três universidades. Uma estadunidense e duas brasileiras.

Segue, abaixo, a lista com foto dos campus universitários:




1 - Universidade de Aarhus, Dinamarca - Criada em 1931 por três arquitetos dinamarqueses, este campus de 30 acres localizado no litoral de Aarhus, se destaca por sua uniformidade. Os edifícios têm tamanhos diferentes, uns baixos e quadrados outros têm telhados inclinados e amplas janelas, mas todos possuem elementos em comum como o tijolinho amarelo e o mesmo tipo de telha. Seu terreno inclui um anfiteatro de grama escalonada e um parque com gramados verdes. Ela ainda possui jardins botânicos em uma grande estufa de vidro para abrigar plantas tropicais e outros ao ar livre, ligados entre si por passarelas.


 
2 - Universidade de Coimbra, Portugal - Um portão de ferro se abre para pátios de paralelepípedos nesta universidade, onde a arquitetura é um reflexo da longa história e arte diversificada de Portugal. A Capela de São Miguel, de 1517, por exemplo, incorpora milhares de tradicionais azulejos pintados à mão. Já a barroca Biblioteca Joanina, construída em 1717, tem estantes feitas de madeira brasileira extraída durante a colonização portuguesa. O arquiteto alemão-português João Frederico Ludovice fez a torre da universidade de estilo barroco em 1728, que possui uma escada em espiral de 115 metros que leva a uma vista espetacular da cidade.


 
 3 - Universidade McGill, Montreal, Canadá - Este campus tem 79 hectares com uma série de pavilhões que foram construídos ao longo de centenas de anos. A universidade traz em sua arquitetura raízes escocesas, já que foi fundada em 1821 pelo comerciante escocês James McGill. Muitos de seu prédios levam paredes de pedra e telhados de cobre. A Faculdade de Estudos Religiosos tem estilo gótico com vitrais e painéis de madeira impressionantes. A escola possui praças e jardins para o convício dos alunos.



4 - Universidade Tecnológica de Nanyang, de Singapura - Nesta escola de engenharia de topo, caminhos de palmeiras e árvores frutíferas ligam edifícios contemporâneos, como a Escola de Arte, Design e Mídia - um edifício de vidro de quatro andares com um pátio aberto, piscina, e com telhado coberto de grama que funciona como um espaço exterior comum. As salas de aula também são de ponta. Em vez de lousas, muitas salas possuem telas interativas. Aqui os alunos tem acesso à inovações de design e tecnologia.
 


5 - Universidade de Pequim, China - Este campus é conhecido por sua arquitetura tradicional chinesa. Seu portão de entrada é guardado por leões de pedra, tem paredes esculpidas, portas pintadas com símbolos chineses e um telhado clássico de madeira. No interior, a universidade de 675 hectares é repleta de belos jardins, lagoas. O espaço mistura tradicionais colunas cerimoniais e edifícios contemporâneos.



6 - Cidade Educacional da Fundação Catar, Doha, Catar - Este campus de quase 9 quilômetros quadrados abriga oito braços de universidades americanas e europeias. A cidade universitária é uma mostra do trabalho de grandes estrelas da arquitetura atual, reunindo prédios como o de Serviços Extrangeiros da Universidade de Georetown, construído pelos arquitetos da Legoretta + Legoretta, da Cidade do México. O arquiteto japonês Arata Isozaki criou salas de paredes brancas em forma de ovo e de um poliedro de 12 faces para a Faculdade de Medicina Weill Cornell. Ele também trabalhou com Kazuhiro Kojima para projetar o prédio das Artes Liberais e Ciências oferece uma visão modera de desenhos tradicionais islâmicos por meio dos mosaicos da fachada.



7 - Universidade de Stanford, Califórnia, Estados Unidos - Com 8.000 hectares de extensão, caminhos de palmeiras e arquitetura repleta de paredes de arenito e telhados de telhas vermelhas, fazem esse campus ter uma aparência única. Entre os famosos edifícios espalhados pela universidade esta a hexagonal casa Hanna-Honeycomb, construída durante mais de 25 anos por Frank Lloyd Whight. Outro prédio que merece destaque é o Cantor Arts Center, lar de 170 esculturas de bronze de Auguste Rodin. Além disso, Stanford reivindica a área de Serra Jasper, uma reserva natural, onde trilhas para caminhadas cruzam florestas de sequóias.



8 - Universidade de Taroudant, Marrocos - Esta escola, concluída em 2010, localizada em uma cidade murada, no sul de Marrocos, ecoa a arquitetura tradicional da região em uma releitura moderna. O campus têm estruturas de um ocre gritante, muitos dos quais guardam jardins de pedras em seu interior ou pátios ligados por passarelas de cimento polido. Rico em grama e árvores o campus tem vista para as montanhas Atlas.



9 - Trinity College, Dublin, Irlanda - Mesmo que este campus um dos principais pontos turísticos de Dublin não fosse repleto de ruas de paralelepípedos, uma vasta área verde e edifícios dos séculos XVIII e XIX, ele estaria nesta lista graças à sua antiga biblioteca. Fundada pela rainha Elizabeth em 1592, o prédio tem um teto abobadado e uma sala de mais de 65 metros de comprimento, onde fileiras de estantes abrigam mais de 200 mil dos livros mais antigos do país. Quatorze bustos em mármore de escritores e filósofos influentes, criado pelo escultor Pedro Scheemakeres em 1743, também estão presentes na biblioteca.



10 - Universidade de Bolonha, Itália - Esta universidade do norte da Itália, fundada em 1088, tem um campus urbano que é indistinguível da cidade de torres medievais, labirintos pitorescos, ruas de paralelepípedos e edifícios de tijolos vermelhos. Alguns dos seus prédios, porém, são especialmente famosas por sua beleza individual e atraem muitos visitantes. Um bom exemplo é a estufa neoclássica, lar de uma flora tropical, com flores nativas e plantas carnívoras. O Palazzo dell'Archiginnasio, de 1563, com sua passagem de colunas em torno de um pátio central, que abriga atualmente mais de 700 mil livros e centenas de brasões pintados à mão é outro que merece destaque.



11 - Universidade Nacional Autônoma do México, Cidade do México - Construído entre 1949 e 1952, este campus está na lista de patrimônios mundiais da Unesco por sua arquitetura modernista do século XX, o uso de materiais de construção locais, e referências artísticas e arquitetônicas das raízes mexicanas pré-hispânicas. A universidade, de mais de 850 metros quadrados, foi construída colaborativamente por mais de 60 artistas, arquitetos e engenheiros, muitos dos quais eram estudantes universitários. O destaque do campus fica com seus murais de mexicanos famosos, como Diego Rivera e David Alfaro Siqueiros. Destes o mais marcante é o mosaico da Biblioteca Central feita pelo artista Juan O'Gorman feito com azulejos de todo o México para criar uma representação da história antiga do país.



12 - Universidade de Oxford, Inglaterra - Este campus de renome internacional, de grandes salões, amplas áreas verdes, elegantes arcos de pedra e impressionantes vitrais, atrai mais de 2 milhões de visitantes a cada ano. Entre os pontos mais famosos estão a icônica cúpula da Radcliffe Camera, que agora é uma sala de leitura da Biblioteca Bodleian, o Museu Ashmolean de Arte e Arqueologia e os jardins botânicos mais antigos do Reino Unido.



13 - Universidade de Rostock, Alemanha - Fundada em 1419, a Rostock foi construída no centro histórico da cidade e é a mais antiga universidade do norte da Europa Continental. Os edifícios do campus têm arquitetura variada. O edifício central, de 1866, é feito com tijolos vermelhos neo-renascentista, tem janelas em arco e estátuas de pedra. Nas proximidades, a biblioteca, construída em 2004, traz uma esplêndida fachada contemporânea feita de vidro e aço.



14 - Universidade de Virginia, Estados Unidos - Idealizada por Thomas Jefferson entre 1817 e 1826, a propriedade dispõe de um gramado de dois hectares, rodeada pelo que Jefferson descreveu como uma "vila acadêmica", fileiras de dormitórios de tijolos vermelhos do século XVIII. O destaque do campus fica para o Rotunda, um imponente edifício neoclássico, com colunas coríntias e uma grande cúpula.



15 - Universidade da Austrália Ocidental, Perth, Austrália - Desde a sua fundação em 1914, o plano desta universidade foi ter "edifícios em um parque," uma estética de design que ainda permeia o campus nos dias hoje. Aqui as passarelas de pedestres levam a gramados verdes e ligam espaços como o Auditório Somerville, um palco ao ar livre onde os mil lugares emoldurado por altos pinheiros altos. O jardim submerso, com canteiros de flores, e lagos, onde peças de teatro e eventos musicais são realizadas também mercê destaque. O melhor de tudo, o campus é próximo ao rio Swan em Perth e ao 988 hectares do Kings Park, que abriga mais de 70 espécies de aves.

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-


Não poderia deixar de fora a minha favorita, a Yale University, situada em New Haven, Connecticut, EUA. Fundada em 1701 sob o nome de Collegiate School, Yale é a terceira instituição de ensino superior mais antiga dos Estados Unidos. O sistema dos edifícios residenciais de Yale, baseado nos de Oxford e Cambridge, é único entre as universidades dos Estados Unidos. Cada um dos 12 edifícios alberga um grupo representantivo do corpo estudantil e dispõe de várias instalações técnicas, seminários acadêmicos e funcionários aos seus alunos. Destaque para a Harkness Tower.

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

E, sabendo apreciar o que é nosso, posto, abaixo, duas de nossas universidades mais belas.

A Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), localizada no estado do Rio Grande do Sul, tem um dos mais belos e amplos cumpus brasileiros. Trata-se da primeira universidade federal construída no interior do Brasil, há mais de 50 anos, mais precisamente em 1960. A extensão do campus universitário é de 1.863,57 hectares, com edificações que perfazem 239.578 metros quadrados, mais 42.036 metros quadrados fora da sede, totalizando 281.614 metros quadrados de área construída. 
A instituição possui 25 auditórios com a capacidade total para acomodar 4.177 pessoas. Nas dependências da UFSM, há duas agências bancárias; uma do Banco do Brasil e uma da Caixa Econômica Federal e um posto da EBCT, doze lancherias e dois Restaurantes Universitários, Biblioteca Central, com 92.535 volumes, Bibliotecas Setoriais, com 63.783 volumes, Hospital-Escola, com 335 leitos, Hospital Veterinário e Farmácia-Escola Comercial e Museus. A UFSM oferece, ainda, área residencial. Destaque para o planetário, projeto do arquiteto Oscar Niemeyer.



Outra bela instituição de ensino superior brasileira é a UFV. A Universidade Federal de Viçosa (UFV), localizada no estado de Minas Gerais, é um centro reconhecido principalmente pelas ciências agrárias e ciências exatas. Destaque para os belos jardins do campus.


Afinal, educar exige ética e estética ou, como também diria o nosso maior educador, Paulo Freire, "boniteza".


Leia também:
Pessoas sem Facebook são alvo de suspeitas

2 comentários:

Marco Aurélio SKT Silva disse...

Quando vi essas fotos tão lindas dessas Universidades me veio na mente as diversas Arenas construídas para a próxima Copa do Mundo de futebol no Brasil.
Preciso escrever mais alguma coisa? Acho que não.

Blaá disse...

O planetário da UFSM não foi projetado pelo Oscar!

Postar um comentário